Dicas para contratar um auxiliar de cozinha ideal

Nenhum restaurante sobrevive sem uma equipe competente. Isso vale para todos: dos menores aos maiores. Uma das peças fundamentais no funcionamento de uma cozinha é o auxiliar de cozinha. Sua responsabilidade principal é realizar o pré-preparo e a higienização de todos os alimentos que serão servidos no restaurante. Ou seja, a base de tudo o que será servido passa por ele.

Requisitos de um bom auxiliar de cozinha

Um bom auxiliar de cozinha precisa possuir habilidades que devem ser constatadas ainda na fase de entrevistas. Ter facilidade para manusear facas e outros objetos cortantes, por exemplo, é imprescindível.

Saber trabalhar em equipe também é um pré-requisito necessário. Outra característica fundamental é saber ouvir e aceitar ordens, visto que ele estará lá para auxiliar os cozinheiros com mais experiência.

O auxiliar de cozinha também precisa ter conhecimentos sobre higienização e armazenamento correto de alimentos. Ele será o responsável por estocar cada ingrediente e garantir a integridade física dos clientes, evitando que eles possam vir a ser contaminados. Por isso conhecer as normas da Vigilância Sanitária, por exemplo, é essencial.

Outro ponto importante é saber lidar com pressão. É preciso que a pessoa contratada tenha agilidades para trabalhar em um ambiente onde as coisas precisam acontecer de forma rápida e eficiente. Quem tem uma especialização ou curso profissionalizante na área de cozinha ganha pontos.

Como avaliar?

O ideal é que os candidatos passem por testes práticos na própria cozinha do restaurante, realizando tarefas que ele executaria caso passasse a trabalhar no seu estabelecimento. Seriam atividades como cozinhar e limpar alguns ingredientes e estocar insumos. Não esqueça de cronometrar suas ações. Estabeleça um tempo máximo para o comprimento das tarefas e observe todo o processo atentamente.

O que achou das dicas? Procure implementa-las no processo seletivo do seu estabelecimento e conte-nos sua experiência.

 

Comentários